top of page

3 passos simples para amenizar e lidar com a culpa



O sentimento de culpa pode desencadear muitas emoções negativas, como o medo e a insegurança. Apesar de parecer um sentimento muito difícil de se escapar, há algumas maneiras para lidar com ele!

Abaixo listamos os 3 passos para amenizar o sentimento de culpa através de um método holístico e simples:




Passo 01: Entender a origem da culpa


A mente humana é repleta de registros mentais sobre a vida vivida. Essas experiências passadas fazem com que a pessoa construa os conceitos e padrões do que “é certo” e do que “é errado”.


Ao seguir esses padrões mentais, pensamentos do tipo “cometi um erro, é minha culpa” se tornam mais presentes. E quanto mais esses pensamentos negativos ficam rodando na mente sem qualquer válvula de escape, mais forte e apegado a pessoa fica ao sentimento de culpa.


O primeiro passo para escapar desse ciclo vicioso é compreender a sua origem: o sentimento de culpa no presente vem de preconceitos e de situações vividas no passado que estão registradas na mente.


Na Meditação Brasil chamamos esse conjunto de registros mentais de Carma.

O Carma é diferente da memória, pois a memória é o mecanismo de apenas lembrar-se do que aconteceu.

Já o Carma (os registros mentais) são mais danosos, pois fazem com que a pessoa fique presa em situações do passado e até as reviva sem perceber que são sentimentos, sensações e pensamentos de experiências que já não existem no momento presente.

Além do sentimento de culpa ser construído através das experiências da vida, ele também pode vir como uma herança genética.


Um estudo apontou que traumas das gerações passadas podem ser herdados e até alterar áreas do cérebro dos descendentes. Essa “mente herdada” chamamos de “Hábitos” - termo utilizado pela Meditação Brasil, não confundir com outras definições desse termo. Os hábitos não são facilmente identificados pela própria pessoa, já que são atitudes e comportamentos inconscientes.

Concluímos então que a culpabilidade é formada pelas experiências vividas e os preconceitos construídos nessas experiências (Carma) e também pela mente herdada (Hábitos).

Agora que você entende de onde vem o sentimento de culpa e como ele é formado, você poderá trabalhá-lo pela raiz!




Passo 2: Reconhecer que a culpa é uma ilusão


Sentimentos negativos como a culpa afetam o dia-a-dia, podem trazer reações no corpo e até desenvolver as doenças psicossomáticas. Como tudo isso é sentido literalmente “na pele”, é fácil de se perder e dar um alto valor para esses sentimentos negativos.

Apesar de tudo isso, a culpabilidade é como um sonho, uma ilusão. Entenda o motivo:

Como falado anteriormente, a culpabilidade é formada por diversos fatores internos que estão armazenados na mente de cada pessoa.

Ao invés de viver no mundo real, a pessoa vive dentro dessa mentalidade construída por ela mesma, e por isso podemos considerar que ela está vivendo dentro de seu próprio filme, sua própria realidade!

É necessário sair desse "sonho particular” para poder ver o mundo como ele é, e viver 100% no presente.

Para compreender isso melhor, reflita:


Por que dois irmãos sentem e reagem às mesmas situações de formas diferentes? Talvez um fique mais triste e o outro não sinta nada.


Isso acontece porque eles têm mentes diferentes, percepções diferentes, valores construídos diferentes, etc. Logo, sentir culpabilidade e tristeza dependerá diretamente de como é o seu “mundo mental”.


Mas atente-se: apesar de considerarmos a culpabilidade proveniente de um mundo mental que é uma ilusão, não significa que devemos negar os acontecimentos da vida, e sim olhá-los de uma forma mais distanciada e desapegada.


Viver na ilusão é viver no mundo mental que não existe no mundo real. Viver preso à culpabilidade e às situações que já não existem no presente, é viver dentro de um mundo ilusório; é viver uma ilusão.




Passo 3: Meditar para deixar ir e viver uma nova possibilidade!


Você sente receio de jogar um papel sujo na lixeira? Provavelmente não. E por que essa ação é realizada tão automaticamente? Porque o papel sujo não tem valor, ele pode ser jogado na lixeira sem problema algum.


Agora imagine a mesma situação com o seu celular. Seria bem difícil simplesmente jogar o celular na lixeira, certo? Para se desapegar da culpabilidade, devemos perceber que ela não tem valor, assim como o papel sujo. Quanto mais se valoriza esse sentimento, mais difícil fica de se distanciar dele.


Não há nada no presente que possa ser feito para alterar o passado. O passado é passado. Está tudo bem lembrar-se e até refletir sobre acontecimentos do passado; o que não está bem é se perder, reviver e viver dentro desses fatos antigos sem conseguir olhar para a realidade presente.


Uma ótima notícia é que através do nosso método de meditação você consegue pouco a pouco se desprender mentalmente de todas essas situações e pensamentos que causam a culpa. Fazendo assim, você poderá enxergar tudo isso com uma visão mais universal e positiva.


Além de cobrar mais consciência de si, você também conseguirá soltar definitivamente todos esses pensamentos negativos e conectar-se com o seu ser original - um ser livre, receptivo, presente, completo e muito energético!

Resumo: A sensação de culpa foi criada por fatores internos e pessoais, e por ser uma construção interna podemos considerá-la como um “sonho individual” ou uma “prisão mental”. Viver dentro de um mundo mental é viver uma ilusão, pois esse mundo mental não é o mundo real.


Ao meditar, é possível se distanciar do sentimento de culpa e olhá-lo com mais sobriedade e menos envolvimento. Dessa forma, ganha-se: autoconhecimento, liberação de pensamentos negativos, aprendizado e uma nova possibilidade de vida!




Confira o método para ter uma vida leve, feliz e livre de culpa e arrependimentos!


A meditação é uma forma simples e praticável para aliviar a negatividade da mente e expandir a consciência.


A verdadeira felicidade se inicia quando você dá espaço para ela em seu coração. Então aprenda a limpar a mente de toda negatividade e encontrar a felicidade agora mesmo!

Para conhecer o nosso método de meditação, agende uma Sessão Introdutória Gratuita agora mesmo!




179 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page